19 março

A viúva de Naim

A Bíblia nos relata no livro de Lucas 7:11-17,  a história de uma mulher que vivia em Naim e recebeu a intervenção de Jesus na sua vida.

Naim, que em hebraico significa a bela, a graciosa, era uma aldeia construída nas proximidades de Hermom, a sudoeste de Nazaré.

Jesus ressuscitou o único filho da viúva de Naim. Ela havia perdido tudo, o marido, o filho e a partir dali consequentemente viveria desamparada, à margem da sociedade. Naquela época, sem o cuidado de seu filho, as opções de vida para aquela mulher seriam provavelmente a mendicância ou a prostituição. Mas onde Jesus entra o curso da história muda.

Jesus não se omitiu diante da aflição da pobre viúva de Naim, mas sensibilizou-se, consolou-a, tocou e libertou seu jovem filho do poder da morte, devolvendo-o vivo à sua mãe.

Vivemos numa sociedade onde o capitalismo impera e geralmente as pessoas não se preocupam tanto com as necessidades dos outros. A lei vigente é do salve-se quem puder! Quem não tem dinheiro é excluído da sociedade, porque não pode consumir. O egoísmo envenena a alma e torna o ser humano mais e mais individualista. Jesus, entretanto, nos ensina a viver na contramão da mentalidade capitalista e nos estimula a entender e buscar pelos valores de seu Reino. Ele é sensível, consola a mulher e muda o curso da sua vida de forma maravilhosa.

Alguns dos sinais do Reino e da presença de Deus são, além da mudança de caráter, a restauração da esperança e da dignidade do ser humano. Como corpo de Cristo sejamos agentes de transformação e de restauração da dignidade de outros. Que se manifestem os filhos de Deus!

 

“E aconteceu que, no dia seguinte, ele foi à cidade chamada Naim, e com ele iam muitos dos seus discípulos, e uma grande multidão;
E, quando chegou perto da porta da cidade, eis que levavam um defunto, filho único de sua mãe, que era viúva; e com ela ia uma grande multidão da cidade.
E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores.
E, chegando-se, tocou o esquife (e os que o levavam pararam), e disse: Jovem, a ti te digo: Levanta-te. E o que fora defunto assentou-se, e começou a falar.
E entregou-o à sua mãe.
E de todos se apoderou o temor, e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande profeta se levantou entre nós, e Deus visitou o seu povo.
E correu dele esta fama por toda a Judéia e por toda a terra circunvizinha.”

 

14 Comentários

  1. Ricardo Jordão
    21 de março de 2014 às 15:53

    Coincidentemente, ontem meu pastor me convidou junto com outros irmãos para falar exatamente acerca da espiritualidade da igreja de cristo, hoje muito fragilizada e superficialmente entendedora da Graça e Misericórdia de Deus.

    Portanto, o Senhor nos chama, não como forma de exibicionismo na propagação do evangelho de Cristo, mas para sermos imitados tal como devemos ser de Cristo seus imitadores.

    OPS: Adorei a matéria.

  2. Lívia
    26 de março de 2014 às 20:31

    A mulher na sociedade brasileira ainda é de marginalização, dependente de uma figura masculina para ampará-la. O evangelho deveria justamente alertar para o reconhecimento da mulher, seja qual papel ela tomar na sociedade. Na Bíblia Cristo é um dos poucos personagens que reconhece a mulher, não deixando de responsabiliza-la, se preciso…

  3. robert machado
    8 de abril de 2014 às 12:31

    palavra abençoada, muito edificou minha vida..

  4. 10 de julho de 2014 às 17:17

    Mensagem maravilhosa e muito edificadora.
    Devemos andar na contra mão do mundo, e andar na mão de Cristo. Amém!

  5. vanessa
    20 de agosto de 2014 às 9:15

    Quando achamos que está tudo perdido Jesus vem e nos arranca todo o sofrimento ele nunca chega atrasado mas sempre sempre na hora certa. Glorias a Deus!

  6. vanessa
    20 de agosto de 2014 às 9:16

    que palavra abençoada

  7. Ricardo
    8 de outubro de 2014 às 18:52

    O menino representava a esperança de um futuro melhor e amenizava a perda do marido no passado. Um encontro genuíno com Cristo como essa viúva teve trouxe alívio de um passado doloroso e também a alegria de um futuro certo. Exatamente isso que Jesus faz nas nossas vidas…

  8. bruna jane de mirand
    16 de dezembro de 2014 às 17:46

    Deus é tremendo e especialista em fazer milagres.

  9. Rodrigo Oliveira
    17 de dezembro de 2014 às 8:13

    Eu precisava de uma palavra para levar a minha igreja a noite e fiquei pensando na Viúva de Nain, quando abrir o Google o primeiro site que veio foi este, e um pouco antes publiquei em meu face, que Jesus nunca chega atrasado….. Que benção… Deus os Abençõe!

  10. José Carlos
    20 de janeiro de 2015 às 9:53

    Quando Jesus chega tudo muda
    o que estava morto vive
    o que era cego ve
    o que era mudo fala
    o pocesso de espiritos fica liberto…

  11. ronaldo rj
    23 de janeiro de 2015 às 10:49

    Todos os dias há o encontro da vida com a morte. Sigamos Jesus, o autor da vida, o vencedor da morte.

  12. Marcos Santana
    7 de fevereiro de 2015 às 20:13

    O Senhor, ele mesmo é a própria graça e Misericordia.
    Quando niguem estendeu a mão para o paralitico do tanque de betesda, creio que DEUS Pai falou com o Filho ainda no céu de glória, filho não esqueça do homem do tanque, nimguem terá compaixão dele, mostra a minha graça e Misericordia, Jesus falou queres ficar São, o Senhor não apontou o seu pecado nem tão pouco acusou, simpresmente o curou. Façamos o bem sem olhar a quem.

  13. anselmomartinho
    15 de fevereiro de 2015 às 17:34

    Muito bom compartilhar com nossos irmãos

  14. 25 de março de 2015 às 0:10

    e muito bom